Escrita Mensal #2: O que aprendi com a blogosfera


Oi, amigos, como estão? Espero que estejam bem =)

Esse é o segundo post do Projeto de Escrita Mensal do Universo Alternativo (vê o primeiro aqui, ó), e o tema pra fevereiro também é relacionado à blogosfera, mas dessa vez é pra contar aquilo que a gente aprendeu desde que chegou aqui.

Eu sei que como em qualquer outro lugar, o mundo dos blogs não ensina só coisa boa, mas também algumas coisas chatas (ensina, por exemplo, que nela a gente não convive só com quem é honesto e tem bom senso, infelizmente), mas aqui eu vou me concentrar no que tem de positivo, pq primeiro de tudo acredito que é o lado positivo que faz com que as pessoas ainda entrem em plataformas de texto, criem seu cantinho e passem anos compartilhando seus gostos e opiniões, e segundo pq a gente vê todo dia coisa negativa acontecendo, tanto dentro quanto fora da blogosfera, então pq não reservar esse post pras coisas boas, né?


01 - Aprendi que só se mantem um blog se tiver amor pelo que faz

Essa aqui é uma das primeiras coisas que a gente aprende, antes de tudo pq logo nas primeiras semanas dá pra perceber que manter um blog (digo, um BOM blog) não é facinho feito receita de bolo. Equilibrar o tempo que passa na internet pesquisando, produzindo conteúdo e cuidando da aparência do blog com as atividades fora da rede (trabalho, estudo, família, etc.) é o primeiro desafio, mas também o mais importante, pq é aí que vc se pergunta "Vale a pena? Eu gosto tanto disso a ponto de conseguir arranjar um espaço legal na minha programação?" A sua resposta pra isso vai determinar o futuro do teu blog. Também, é aquela velha história: de que adianta tanto esforço por algo que não é valioso pra vc? Acho que ninguém que tenha blog deve sentar com o notebook ou na frente do PC, abrir o editor e falar "Ai, que saco", pq aí o próprio blog fica um saco, mesmo. Então é isso: primeiro vem o amor, pq depois ele puxa o resto.


02 - Que produzir conteúdo é mais difícil do que parece

Mesmo quando os blogs eram apenas diários virtuais, isso já não era tão fácil, afinal, a gente botava na rede coisas que era melhor não mencionar na hora da janta com a família, sabe? Nunca é fácil falar sobre seus medos, micos e inseguranças, mesmo quando é por escrito e pra pessoas das quais vc está separada pela tela de um computador ou celular.

O tempo passou e a blogosfera foi sendo dominada por outros temas além dos pessoais, a ponto de vc poder encontrar de tudo (tudo MESMO) nesse meio, e o desafio permaneceu, ou até aumentou, pq agora vc tem outras responsabilidades além de fornecer o sua visão pessoal das coisas: tem que pesquisar, atestar a veracidade do assunto que é pra não passar por mentiroso, tem que escrever de um jeito que te conecte com o leitor e o faça querer ficar, já que hoje o engajamento conta bem mais, tem que escolher imagens boas tendo o cuidado de não violar direitos autorais, entre outras coisas. E claro, organizar direito os argumentos, revisar a concordância do texto, corrigir erros ortográficos e essas coisas obrigatórias. Tudo isso leva tempo e exige esforço, e vc precisa gostar muito do que faz pra continuar nesse meio.


03 - Que nem todo mundo é seu ~migo na blogosfera

Eu não queria falar sobre coisas negativas nesse post, mas preciso ser honesta com vcs, principalmente se tu tá chegando agora no mundo dos blogs: assim como no mercado de trabalho e no meio acadêmico, existe sim muita safadagem na blogosfera. Existe gente desonesta que pega tutorial e até posts e layouts inteiros e não dão os créditos, mesmo sabendo que plágio é crime. Existe gente que não tá nem aí pro seu esforço e pro seu trabalho e só vai aparecer no teu blog e nas tuas redes (bem como nos seus posts de grupos) pra pedir like ou carimbar "Ain amei! Segue meu blog de volta?". Existe gente invejosa que vai fazer comentário de merda negativo no teu post fingindo que não entendeu o que vc quis dizer no teu texto. E existe tantas outras coisas que é melhor não comentar pra não quebrar o clima good vibes desse post.

No começo, tive que lidar com pessoas assim. Sad but true. Mas com o tempo, vc vai ganhando experiência e aprendendo a identificar essas criaturas das trevas, e consequentemente passar bem longe delas.


04 - Que a gente não fica famosa da noite pro dia nem começa a nadar em dinheiro logo no primeiro mês de blog

Do mesmo jeito que em outros campos da vida, o sucesso na blogosfera não é uma ciência exata. É mito esse negócio de que toda blogueira (no feminino pq o estereótipo do mito assim o é) recebe inúmeros mimos de marcas de make e roupa e nada em dinheiro, tá sempre impecável e viaja quando quer. Se fosse assim todo habitante do planeta criaria um blog agora mesmo. Existem sim coisas em comum entre os blogs mais famosos, como bom conteúdo, boa aparência e por aí vai, mas mesmo quando a gente segue todas as dicas ao pé da letra, nada garante que a gente vai ser a próxima Kardashian virtual blogueira nutella estrela da internet. Tem gente que consegue monetizar o blog com um, dois anos, e tem gente que não, prefere esperar mais. E tem gente que apesar de ganhar dinheiro com blog, não vive só disso. Ou então, gente que não monetiza de jeito nenhum. Sucesso quer dizer diferentes coisas pra diferentes pessoas, logo, nem todo mundo acha que só vai ter sucesso cm seu blog se ganhar dinheiro com ele.

Resumo: blog é 80% trabalho e esforço + 10% sorte + 10% que que tá acontecendo mood. E sucesso vem de algum lugar entre isso tudo.


05 - Que mesmo com todos os pontos negativos, ter blog ainda pode ser divertido!

Sim, não importa o quão difíceis as coisas pareçam, especialmente no começo, e não importa quantas pessoas sem noção cruzem seu caminho, ter blog é muito divertido! É uma sensação indescritível vc ter um cantinho pra chamar de seu, mesmo que só virtualmente, onde vc organiza tudo do jeito que acha melhor e escreve sobre o que quer. Poucos sabem da recompensa que é ter um projeto artístico a longo prazo, e pelo menos pra mim, um blog é isso. Além, é claro, de ver sua escrita e comunicação melhorando, assim como seu hábito de leitura (o que é um blogueiro que não lê, meu Deus?), ver que vc tá se libertando de algumas amarras em relação a isso, ver pessoas chegando e comentando, dizendo que se identificaram com tal assunto ou que o post X as ajudou a passar por algum problema, que elas viram que não estavam sozinhas, ou então que aquilo as fez rir. Pessoas que de outra forma vc nem saberia que existiam, mas que tinham mais a ver contigo do que vc podia imaginar antes de começar a blogar. É uma coisa tão louca! hahahaha

É, acho que nem preciso continuar.

Agora, vai nos blogs das outras participantes e saiba o que elas aprenderam com a blogosfera!


P. S.: Tem mais gente que vai participar, mas até a publicação desse post, esses foram os blogs que participaram. Entre no grupo e conheça os outros também.

Um beijo e até o próximo post! =)


Fonte da imagem: We Heart It

Comentários

  1. Amei o post, seguindo, segue de volta? kkkkk ~suspira~ Brincadeira, brincadeira.

    O Conto Paulistano é o terceiro blog que começo. Chato é que os dois primeiros acabaram justamente por falta de tempo. O último acabou também com um pouco de falta de amor. Eu dividia com uma amiga e boa parte das postagens dela não agradavam meu gosto pessoal e todos os ideais e metas não eram os mesmo pra nós duas. O ruim foi que até parte da amizade esfriou um pouco junto também. Mas o amor pela blogosfera em geral se mostrou mais forte: voltei de novo. E espero permanecer por mais tempo de agora em diante.

    São seis anos de blogosfera e aprendi tudo isso na raça, sobre os que aparecem só pra dar Spam e deixar um SDV eu até que tenho dado sorte, viu? Só me apareceu leitor amorzinho que eu quero levar pra vida <3 Porque como você disse, com toda a dificuldade, blogar é muito divertido.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Selma!
      Falta de tempo pro que a gente gosta é a morte, né? Os meus primeiros blogs acabaram não por isso, mas por falta de ânimo, e também pq eu tinha ficado cansada e queria outra coisa pra fazer, daí surgiu fb, tt, etc. Nunca tive nem fui colaboradora em nenhum blog, mas imagino que o trabalho deve ser dobrado, já que nem tudo vai ficar exatamente como a gente quer e planeja, especialmente se estivermos lidando com pessoas com ideias e gostos diferentes dos nossos. Nesse caso, mesmo sendo difícil, o melhor pode ser uma separação mesmo. Lamento que o fim do blog tenha mexido com a amizade de vcs, mas espero que tudo te se resolvido! Tem coisas que são duras, mas que a gente precisa entender se quiser continuar com nosso trabalho!
      Fico feliz em saber que os trolls do spam não tenham te perturbado no novo blog, e desejo sucesso pra vc nesse projeto!
      Um beijo!!

      Excluir
  2. Gostei muito dos seus pontos apresentados e tenho que concordar com todos. Não tem como dizer que nunca passei por essas lições.

    Bites!
    Tary Belmont

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, são coisas que tipo, se a pessoa não passou, então não aprendeu a blogar hahahaha Mas é, são clichês que os ajudam a crescer!
      Um beijo!

      Excluir
  3. Oi, Deborah!
    Eu amei muito teu post porque ajudou a desmitificar várias coisas que as pessoas rebostejam sobre blogueiras. Eu tô tão acostumada com ter trabalho pra postar, que só me toquei como é realmente trabalhoso pra quem não tá acostumado quando lê seu item 02. Quando um post envolve fotos (ou é um vídeo pro canal) é tudo mais trabalhoso ainda! Saber que na internet existem blogueiras que não abrem mão quando o assunto é falar mal dos outros ou promover de forma fajuta seu próprio blogs (comprando seguidores e comentários) é muito bom! Na internet as pessoas só querem mostrar seu lado bom, mas muitas de nós já tem experiência com quem só é bonzinho em foto, né? É foda isso, tinha que rolar mais apoio!
    Um beijo pra ti, teus posts como sempre excelentes!
    https://vultuspersefone.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Rebostejam" kkkkkk sempre rio quando vejo essa palavra, mas é verdade, as pessoas falam muita porcaria por aí sobre o nosso trabalho, tanto dentro quanto fora da internet, mas o negócio é deixar pra lá que quem sabe com o tempo elas não veem que as cosias não são bem assim, né? Essa parte do quão trabalhoso é manter um blog, fazer post, é uma coisa que só percebi há pouco tempo, na verdade, pq é engraçado, quando a gente faz algo pq gosta, a gente nem sente aquilo como algo cansativo, que dá trabalho. Essa galera que só aparece pra falar mal dos outros ou fazer outras coisas igualmente nojentas podiam usar o tempo pra aprimorar seu conteúdo, sua escrita, e fazer seu blog crescer de maneira honesta. Felizmente, a gente aprende a ver quem é quem com o tempo, e a manter distância, né?
      Fico muito feliz que goste do conteúdo ^^
      Um beijo!

      Excluir
  4. Guria, os famosos comentários "amei, também tenho um blog" me davam nos nervos! hsaushaushasu A pessoa claramente caiu de para-quedas no blog, mas não perde a chance de se promover. É incrível! Acho que com o tempo só quem realmente curte o blog continua visitando e comentando nele (ou só lendo todos os posts sem se manifestar - eu chamo de fantasminhas shaushaushau) e é aí que a coisa vai se cercando de gente bacana.

    Coisa boa e coisa ruim realmente tem em todo lugar, mas a blogosfera consegue ser maior que tudo isso se o resultado do teu esforço consegue te fazer bem. ^^

    A Guria de Moletom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá vontade de aprovar o comentário só pra responder "É, e daí?" hahahahahahaha Até que agora esses comentários diminuíram, mas até um, dois anos atrás, tava uma coisa epidêmica XD Mas sim, no fim das contas a gente vai se apegando àquilo que nos interessa, então é natural esperar mudanças no blogroll com o passar do tempo. Ah, e os leitores fantasminhas são tecnicamente uma base de fãs, então não desistiria de blogar também por causa deles hahaha Coisa chata a gente sabe que vai ter, mas a gente tá lá pelo que é bom ^^
      Um beijo!

      Excluir
  5. Só li verdades aqui no post! *-* parabéns pela sua escrita! Vamos comentar um de cada vez...

    1. o que eu mais vejo hoje são blogs ligados no automáticos e que se tornaram extensão do YouTube :p isso é triste para quem tem um blog simplesmente porque gosta!
    2. se essas pessoas que dizem que escrever num blog é bem fácil soubessem o trabalhão que eu (e um montão de gente) tenho para tirar e editar fotos, escolher imagens, escrever um texto dinâmico e divertido, e ainda deixar um pouquinho de mim lá, parariam de dizer que "ter blog é fácil".
    3. nunca passei por plágio ou por alguma coisa tão desagradável, mas teve uma vez que uma amiga/blogueira me mandou uma mensagem dizendo que tinha encontrado pelo meu blog uma garota que tinha um blog exatamente igual ao dela. Fiquei tão zangada que até eu me meti no meio haha!
    4. até hoje eu não sou famosa, então entendo bem :p
    5. como você disse, ter um lugarzinho só nosso é maravilhoso *-*

    Enfim (falei demais, vish!), eu amei o post <3 não só o post, eu adoro seu blog, hehe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adooooro quando tu fala demais! hahahaha aliás, amo todo comentário textão!
      É muito triste, realmente, ver que as pessoas estão transformando aquilo que era pra ser um projeto de arte, algo que se faz com carinho em mera ferramenta de fazer dinheiro e achem que está tudo bem! Pq não, não está. Acho que vou anotar sua expressão "blogs ligados no automático" haha Tem dias que eu quero gritar pra quem puder ouvir que ter blog não é fácil, não é coisa de gente desocupada, não é perda de tempo e não serve só pra ganhar dinheiro! O povo irrita com isso, cara. Eu ainda não passei por essas cosias de plágio nem nada, também, graças a Deus, mas de vez em quando leio casos sobre isso em grupos ou posts e fico revoltada com a cara de pau desse povo, achando que nunca vai ser descoberto! Pq que a criatura não usa o tempo dela pra criar algo legal em vez de pegar o que é dos outros, gente? hahahahaha E o que é a fama perto da satisfação de amar o que faz, não é mesmo? <3
      Eu também amo teu blog!!
      Um beijo!

      Excluir
  6. Assim que eu voltei para a blogosfera, me deparei com um mar de gente querendo números do dia para a noite. Foi bizarro lidar com tanto interesse sabendo que isso não acontece nunca rs. Dessas mesmas pessoas, acho que só sobreviveram 15%. É muito ruim quando alguém já começa querendo estar por cima. O reconhecimento demora muito. É mais ou menos nesse momento que surgem as safadezas da blogosfera aoeoaejoij. Tem muita gente interesseira, mas também tem muita gente bacana, é preciso saber avaliar quem é quem e pender para o lado que realmente seja significativo. É necessário ter muito amor e carinho para lidar com o próprio blog e não deixá-lo morrer, mas também é preciso paciência. Produzir conteúdo é complicado e tem épocas que nada no mundo faz a gente ter criatividade suficiente, mas vale a pena ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi estranho pra mim também, pq lá em 2009, 2010 a gente ainda tinha blog por diversão, por arte ou outra razão parecida, e quando voltei em 2014, entrei nos grupos, percebi uma diferença nesse sentido e pensei "Meu Deus, isso é ridículo" hahaaha Esse negócio de já querer começar lucrando, ficando famosinho, é um mal que a pessoa já traz da vida real, pq ela vê aquelas blogueiras lindas, bem vestidas viajando pra lá e pra cá e postando no ig, e aí pensa "Ah, com trabalho formal não vou conseguir isso, mas com blog vai ser facinho", só que não para pra pensar no trabalho que aquela blogueira teve pra chegar onde tá, sabe? O conteúdo, o tempo que gasta pra se fazer um post decente, revisá-lo, escolher foto, ajeitar bug em HTML.......... Felizmente, não é todo mundo que é assim, e tem sim gente bacana, criativa, que não pensa só no que pode ganhar, mas no que tem a oferecer, pq no fim das contas, a gente só mantem um bom blog se tiver algo bom pra passar pros leitores, né? A gente passa por estresse, desânimo, bloqueio, mas não desiste ^^
      um beijo!

      Excluir
  7. Uma coisa que todo mundo aprende em algum momento de blog: produzir conteúdo é MUITO mais difícil do que parece. Quando a gente lê o post pronto nunca imagina o trabalho que a pessoa teve para ter a ideia, pensar nas melhores palavras para se expressar, escolher as fotos e revisar o post. É uma loucura.
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Produzir conteúdo é um parto, né? hahahaa Tem a parte da inspiração, da criação, autenticação, revisão e um monte de ãos dos quais não tem como fugir. Quando o post tá lá, prontinho, revisado, parece até que foi moleza, mas não é bem assim, seja um post extenso de assunto polêmico ou aqueles curtinhos, pessoais ^^
      Um beijo!

      Excluir
  8. Muita gente começa um blog pensando só no financeiro, nos eventos e nos presentes, mas quando no primeiro post não alcançam sua meta, não alcançam os números desejados desiste. Eu concordo totalmente com você, em todos os pontos que você apontou, logico que é muito legal ver seu blog crescendo, vendo seu número, meta sendo alcançado, é otimo, mas não devemos fazer tudo em função disso. Nada vem de graça, tem se esforçar muito para ganhar dinheiro, não é? Quando trabalhamos em uma empresa temos que trabalhar 30 dias para receber o salario e com o blog é quase a mesma coisa, com a diferença que podemos ficar anos sem ganhar nada. Amei seu post e acho que todos antes de criar um blog deveria vir até aqui e ler seu post. Obrigada pelo post e sucesso.

    Blog Vamos ousar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que tem uma galera que não entendeu ainda que carreira na blogosfera é como carreira em qualquer outra área: sucesso, fama, dinheiro e essas coisas todas são uma consequência do teu esforço + acaso (pq tem muito blog com tudo pra ser um sucesso mas que não é tão conhecido). Essas nunca deveriam ser o objetivo, sabe? Não adianta entrar nisso achando que só pq vai poder fazer o trabalho sentado em casa com o PC e "só escrevendo texto" que vai ser fácil. Trabalho nunca é fácil, por mais que vc ame o que faz. E ainda mais que em blog a gente trabalha de forma autônoma, então a renda é sempre incerta, por assim dizer. Mas é isso, no fim das contas fica quem entende como as coisas são e está disposto a lidar com isso, né? ^^
      Muito obrigada pela visita, e sucesso pra ti também!
      Um beijo!!

      Excluir
  9. Muito legal o post e a reflexão! Realmente não tem só coisas boas mas eu ainda acho que vale muito a pena e nos compensa e ensina bastante. E bem como tu falaste, acaba sendo muito parecido ao mercado de trabalho. Tem treta, gente ruim e tudo mais, mas mesmo assim tem muita coisa legal :) Abraço :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade! E ainda mais que agora também tem dinheiro rolando no meio da blogosfera, pq onde tem grana, uma hora ou outra surge competição, treta, estresse, busca por quantidade, e essas cosias. Felizmente, tem gente nesse meio com a cabeça no lugar, que não importa se ganha ou não com blog, sabe que o lado financeiro não é o mais importante!
      Um beijo!

      Excluir
  10. Tudo que disse é bem verdade mesmo, muita gente acha que ter um blog é sinônimo de sucesso, fama e dinheiro. Muitos não imaginam o trabalhão que dá manter tudo isso e que, na verdade, raros são os momentos de glamour.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O glamour é só um extra, né? haha Eu desafiaria cada pessoa que diz que ter blog é fácil a criar um e trabalhar pra vê-lo chegar no topo, pra eles entenderem que não é bem é bem assim que a banda toca, não ^^
      Um beijo!

      Excluir
  11. Concordo com tudo que disse e é como digo apesar de algumas coisas beeem desagradáveis na blogosfera depois que você entra pro mundo dos blogs (quando é por amor no caso, porque ainda há pessoas que insistem em achar que vão ser ricas por criar um blog) não tem mais volta. As vezes fico desanimada do blog e uma hora depois já to la fuxicando, vendo oque posso fazer pra melhorar ..

    ResponderExcluir
  12. É verdade! Quando a gente entra nele, já era hahaha Às vezes eu tenho vontade de estapear esse povo que só vê as cosias pela perspectiva financeira, também! E sobre o desânimo, acontece o mesmo comigo: eu fico cheia de escrever e pesquisar coisas relacionadas ao blog, mas no dia seguinte lá vai eu mexer em gadget, reler texto, corrigir coisa.......... Não tem jeito! XD
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  13. Disse tudo viu!!! As coisas nao são nada faceis! Nada cai do céu a nao ser chuva. E realmente só se mantem blog ativamente quem tem amor pelo que faz. Já desisti de tantos, mas com o Memórias eu sinto tanto amor que não penso nunca em deixa-lo de lado!

    Fiz um post sobre dragões, super legal! Se tiver afim de ver, clica aqui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ainda mais que aqui no Brasil nem tem neve pra dar uma variada, né? hahahaha Se a gente quiser que o blog vá pra frente, tem que trabalhar muito, mesmo!Também já deixei uma penca de blog de lado, pq não era nada que quisesse levar a sério, mas esse aqui me mostrou que se eu fizer um esforço, o projeto pode sim dar certo ^^
      Ah, eu vi teu post ^^
      Um beijo!

      Excluir
  14. Só li verdades, haha! Confesso que quando criei o blog também esperei ficar famosa do dia para noite, haha! Muitas expectativas! Enfim.. O resumão de tudo que você falou é: Não importa os probleminhas que possam surgir, se blogar é o que você ama, nada vai te impedir! Amei esse post, moça!

    Bjos, Marinspira <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu também tinha umas expectativas muito loucas, por exemplo, achava que ia ficar conhecida em poucos meses, mas aí passaram dois anos e o reconhecimento só tá chegando agora hahahahaha Ah, amei sua rima! XD
      Um beijo!

      Excluir
  15. Ah adorei o post hahaha É tudo muitooo verdade, porque manter um blog não é fácil, viu? E ai de quem disser que é kkkkk
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem disser que ter blog é fácil perto de mim leva um tabefe kkkkkkkkk
      Um beijo!

      Excluir
  16. concordo com tudo que disse sobre o mundo dos blogs. quem chega aqui achando que é uma forma ~fácil de ficar rico, e só tem interesse em dinheiro, logo acaba desistindo. é preciso amar muito o que faz, ser muito criativo na hora de criar conteúdo e se dedicar MUITO, e por basante tempo, pra um dia ter algum retorno. isso se o interesse da pessoa for esse, né? porque tenho amigas que blogam há anos só por amor mesmo, já que a blogosfera pode trazer pessoas maravilhosas pra nossa vida ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Quando a gente inventa de fazer uma coisa visando só o que tem a ganhar (em sentido material), o projeto tende a ficar abandonado, pq vai chegar uma hora que vc vai falar "Ai, tô de saco cheio". É diferente de quando a gente faz por amor, pq mesmo quando ficamos cansadas, uma hora a gente volta pra aquilo pq nos sentimos felizes fazendo!
      E sim, tem muita gente bacana pra conhecer no mundo dos blogs ^^
      Um beijo!

      Excluir
  17. A gente aprende tanto com os blogs que a gente cria e com a Blogosfera em si! Infelizmente nem tudo são flores, acredito que muitas vezes por conta de pessoas mal intencionadas, mas enfim, a gente consegue muita coisa bacana que supera tudo.
    Só permanece blogueiro quem realmente ama ser blogueiro e sente uma ligação forte com escrever e cuidar do blog... Do contrário, pra quem quer seguir a linha de sucesso que se vê por aí é muito fácil se cansar de tudo e desistir. Até porque, criar nosso próprio conteúdo, e alcançar público com isso não é nada fácil. Tem que ter dedicação, identificação, muito amor pelo o que faz!
    Não sei nem o que pensar de gente que envergonha o mundo dos blogs com todo esse desejo de ganhar retorno a todo custo ou de menosprezar o trabalho dos outros. Já vi gente "doando" blogs "sem uso" e "muito bom" e fiquei tipo: "Oi?" hehe.
    Eu acho "sucesso" com o blog algo tão relativo... Mas o mais importante é se sentir bem blogando, assim com dinheiro ou sem dinheiro nosso bem estar vai valer a pena!
    Um beijo e parabéns pelo post <3

    De cara com a Juh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a vida, né? E mesmo das coisas mais absurdas a gente tira algum aprendizado, nem que seja aquilo que a gente não deve fazer de jeito nenhum! hahahaha Acredito que tudo o que a gente faz, por maior que seja o amor envolvido, tem um preço, uma parte chata, e só quando a gente percebe se pode ou não pagar esse preço é que a gente descobre se ama tanto assim aquilo ou se é só fogo de palha, sabe? Dá trabalho e leva tempo produzir conteúdo de qualidade e levar esse conteúdo pras pessoas, e a cada post a gente melhora em alguma coisa.
      Esse povo que acha que blog só existe como forma de lucrar e ganhar fama devia era se retirar da internet hahahaha Agora fiquei pasma com esse negócio de doar blog! Como seria isso?!!! Acredito que sucesso é consequência e não objetivo, e que a gente só chega nele quando o trabalho que fazemos nos remete a felicidade e satisfação ^^
      muito obrigada por ter vindo aqui. e fico contente que tenha gostado do post, Juh ^^
      Um beijo!

      Excluir
  18. Nem me fale nessa parte de ser difícil produzir conteúdo pro blog, principalmente quando você ta com aquele bloqueio criativo ou tem muitas fotos pra editar...mas como você mesma disse, só sobrevive mesmo quem gosta do que faz. Eu mesma nunca sentei na frente do computador e pensei: ai que saco ter que escrever pro blog. Então acho que to no caminho certo. E nessa questão de que nem todos são migos na blogosfera: pura verdade também! Mas é bom que aprendemos a diferenciar quem é seu migo mesmo de quem só quer se aproveitar de você e tals.
    Enfim, excelentes todos os pontos que você abordou Deb


    Relíquias da Lara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bloqueio chega a ser deprimente, né? Principalmente quando a gente tá muito afim de escrever, aí de repente a gente para na frente do editor e não vem aquela primeira frase que determina tudo.......... Mas é isso, uma ou outra a gente consegue voltar e não larga de vez, pq é algo que amamos! não consigo imaginar alguém criando e escrevendo num blog por mera obrigação, simplesmente não faz sentido. As falsianes dão trabalho mais no começo, quando a gente ainda não entende bem como as coisas funcionam, mas depois a gente aprende a espantar hahahahaha
      Muito obg por ter passado por aqui, Lara ^^
      Um beijo!

      Excluir

Postar um comentário

Essa é a box de comentários do A L L M I N E !

Allons-Y pra quem tem algo legal pra falar e não quer saber de disqus ou verificação de palavras! A box é do próprio Blogger, mas tá liberada pra todo mundo! Também, quem leu com atenção e tem alguma ressalva, elogio, experiência bacana pra contar e qualquer outra coisa que acrescente ao assunto do post ou tem alguma dúvida sobre o que foi falado, pois eu modero e respondo todos os comentários. Pra saber quando seu comentário foi aprovado, marque a opção “Notifique-me”!

Agora, Bye Bye Beautiful pra vc que só aparece pra jogar link e sair correndo, vem spamar, sai por aí carimbando “Amei!” e “Adorei!” mas não diz nada que acrescente ao post, é a (o) louca (o) do “Segui, segue de volta?” ou é troll e vem aqui ofender, vomitar preconceitos e perturbar os outros leitores com suas artes malignas. Volte para a sombra!

Leram essa semana